Temporal causa estragos em 12 municípios do sul do Espírito Santo

O maior acumulado de chuva foi registrado em Castelo, de acordo com informações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden)

Casas destruídas, famílias desabrigadas e desalojadas, deslizamentos e muitas ruas alagadas. Esse foi o resultado das fortes chuvas que atingiram o interior do Espírito Santo na última quarta-feira (14). De acordo com o relatório divulgado pela Defesa Civil Estadual na manhã desta quinta-feira (15), 12 municípios sofreram com o temporal.

Confira a galeria de fotos da chuva!

Em Mimoso do Sul uma pedra se deslocou no alto de um morro, houve vários deslizamentos, casas afetadas famílias desabrigadas e desalojadas e pessoas feridas. Em Baixo Guandu várias casas foram destelhadas, houve desabamentos e um ferido.

Leia também:

Raio-x dos estragos: veja a situação das cidades atingidas pelas chuvas no sul do ES
Família soterrada, deslizamento de pedras e casal ferido após forte chuva no sul do ES
Governador Paulo Hartung convoca reunião de emergência sobre chuvas no sul do ES
Galeria de fotos mostra os estragos da chuva em municípios do Sul do Espírito Santo

No município de Alegre, uma barreira caiu, árvores interditaram ruas, há casas com riscos de desabamentos e estradas interditadas. No Rio Novo do Sul, várias vias de acesso à região Serrana e interior foram obstruídas e houve deslizamentos de terra.

Saiba a previsão do tempo para cada região!

Em Conceição do Castelo, a Defesa Civil informou que houve inundação devido ao aumento do nível do rio, causando o alagamento de várias ruas. Já em Iconha, também há registros de alagamentos.

Estragos causados pela chuva no município de IconhaOs estragos foram grandes em Iconha Foto: Divulgação

No município de Piúma, devido à alta vazão do rio oriundo de Iconha, foi necessário abrir um desvio no rio. Em Anchieta, foi registrado alagamento em diversos locais das cidades. Devido ao alto volume do rio, em Alfredo Chaves foi orientado aos moradores ribeirinhos para que deixem suas casas até que o nível do rio baixe. Houve registro, também de alagamento em diversas ruas da cidade.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, em Cachoeiro de Itapemirim foram registradas diversas ocorrências de movimento de massas e quedas de árvore no município. Em Presidente Kenedy, arvores caíram e uma casa foi interditada. E em Guarapari também houve queda de árvore e alagamentos.

Segundo informações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), os maiores acumulados de chuva nas últimas 24 horas foram registrados nos municípios de Castelo (122,17 mm), Alegre (120,45 mm), Cachoeiro de Itapemirim (102,06 mm), Guarapari (99,25 mm), Conceição do Castelo (83,8 mm), Mimoso do Sul (79,6 mm), Alfredo Chaves (72,8 mm), Alegre (54,51 mm), Guaçuí (38,17 mm), Laranja da Terra (29,9 mm), Santa Maria De Jetibá (22,68 mm), Afonso Cláudio (21,1 mm), São José do Calçado (20,4 mm). Demais municípios tiveram acumulado inferior a 20 mm nas ultimas 24h.

Alertas ativos 

Alguns alertam emitidos pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) ainda estão mantidos para o Espírito Santo. Veja quais são:

– Pancadas de chuva de forte intensidade, descargas elétricas, rajadas de ventos e acumulados significativos de precipitação. Municípios afetados: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Apiacá, Aracê, Atílio Vivacqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco,  Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Mantenópolis, Marataízes, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Pancas, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, São José do Calçado, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante

– Pancadas de chuva de forte intensidade, acumulados expressivos de precipitação. Municípios afetados:  Apiacá, Bom Jesus do Norte, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Mimoso do Sul e São José do Calçado.

Estragos causados pela chuva no município de Iconha
Estragos causados pela chuva no município de Iconha Foto: Divulgação

– Risco de Movimento de Massa Moderado nos municípios de Alegre, Mimoso do Sul, Conceição do Castelo, Atílio Vivacqua, Cachoeiro de Itapemirim, Brejetuba, Guarapari, Presidente Kennedy, Guaçuí, Vargem Alta, Alfredo Chaves, Anchieta, Piúma e Muqui.

– Risco Alto de Enxurrada em Alegre, nesse Estado.

– Risco de Inundação em Conceição do Castelo, Mimoso do Sul, Alfredo Chaves, Iúna, Ibatiba e Anchieta.

Orientações

• Em casos de chuvas fortes o mais importante é proteger a sua vida e de seus familiares. Encaminhe-se imediatamente para um lugar seguro;
• Fique atento a movimentações de terra. Trincas no chão, inclinação de cercas, postes e árvores podem indicar o início de um deslizamento. Abandone imediatamente sua casa e procure um local seguro;
• Se houver muita infiltração na casa e acontecer rachaduras nas paredes ou escutar algum barulho estranho, abandone sua residência;
• Tenha sempre em mãos os telefones da Defesa Civil de seu município;
• Em caso de emergências, ligue para o Corpo de Bombeiros. O telefone é o 193;
• Evite as áreas alagadas. Terrenos acidentados, buracos e bueiros abertos, assim como fiação elétrica exposta, podem causar acidentes graves;
• Ao término da enchente, busque orientação da Defesa Civil sobre o retorno para sua residência. É necessário limpar os locais atingidos por água e lama;
• Se a sua residência foi destruída durante a enchente, não retorne a construir no mesmo lugar, porque cedo ou tarde ocorrerá um novo desastre.

 

COMPARTILHE