Brasileira está presa nas Filipinas há 3 meses por tráfico

O Itamaraty informou que a Embaixada do Brasil em Manila está prestando assistência consular a Yasmin com o apoio de um advogado.

Yasmin no momento em que teve sua bagagem revistada pela imigração das Filipinas (Foto: Raoul Esperas/ABS-CBN News)

Yasmin no momento em que teve sua bagagem revistada pela imigração das Filipinas (Foto: Raoul Esperas/ABS-CBN News)

 A brasileira Yasmin Fernandes Silva, de 20 anos, está presa desde outubro do ano passado nas Filipinas acusada de tráfico de drogas.

De acordo com informações da ABS-CBN News, ela foi detida no terminal 3 do Aeroporto Internacional Ninoy Aquino (Naia), em Manila, por supostamente levar 6,2 kg de cocaína dentro de um travesseiro preto que estava em sua bagagem, segundo o Grupo Intergovernamental de Intermediação de Drogas (IADITG).

O Itamaraty informou que a Embaixada do Brasil em Manila está prestando assistência consular a Yasmin com o apoio de um advogado.

Yasmin embarcou em São Paulo e chegou a Manila em um voo com escala em Dubai, segundo a polícia.

Yasmin Fernandes em imagem da TV Patrol, da ABS-CBN News (Foto: Reprodução)Yasmin Fernandes em imagem da TV Patrol, da ABS-CBN News (Foto: Reprodução)

Yasmin Fernandes em imagem da TV Patrol, da ABS-CBN News (Foto: Reprodução)

Brasileiros executados

Dois brasileiros foram executados por envolvimento com o tráfico na Indonésia. Em janeiro de 2015, o brasileiro Marco Archer foi executadoapós ser condenado por narcotráfico. Em abril do mesmo ano, foi a vez de Rodrigo Gularte. Ambos foram executados na prisão de Nusakambangan.

Endurecimento

O governo das Filipinas tem endurecido o combate ao tráfico de drogas no país. Mais de 3,5 mil pessoas foram mortas pela polícia em operações contra as drogas desde que Rodrigo Duterte se tornou presidente, em julho do ano passado. Quase todas foram baleadas ao resistir à prisão.

 Em setembro do ano passado, Duterte se comparou a Adolf Hitler ao afirmar que gostaria de massacrar milhões de drogados no país. “Hitler massacrou 3 milhões de judeus. Agora há aqui 3 milhões de viciados em drogas. Eu gostaria de massacrá-los todos”, disse.

Duterte acrescentou que, enquanto as vítimas de Hitler eram todas pessoas inocentes, os seus alvos são “todos criminosos” e se livrar deles iria “acabar com o problema [das drogas] no meu país e salvar a próxima geração da perdição.”

A droga estava escondida em um travesseiro preto, segundo a polícia filipina; ao fundo, Yasmin debruçada na mesa (Foto: Reprodução/ABS-CBN News)A droga estava escondida em um travesseiro preto, segundo a polícia filipina; ao fundo, Yasmin debruçada na mesa (Foto: Reprodução/ABS-CBN News)

A droga estava escondida em um travesseiro preto, segundo a polícia filipina; ao fundo, Yasmin debruçada na

COMPARTILHE