Irmã e primo de Aécio são presos pela Polícia Federal

Andrea Neves é presa pela PF em Belo Horizonte

A irmã do senador e presidente do PSDB Aécio Neves, Andrea Neves, foi presa pela Polícia Federal (PF) em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (18), segundo a revista Exame. Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio, também foi preso.

A ação da PF e do Ministério Público Federal (MPF) fez buscas em endereços ligados ao Senador tucano na manhã desta quinta. No Rio de Janeiro, a operação começou por volta das 5h, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). Foi necessário chamar um chaveiro para cumprir mandado de busca e apreensão no apartamento de Andrea, em Copacabana. O apartamento de Aécio e de Altair Alves Pinto na cidade, braço direito do ex-deputado Eduardo Cunha, também sofreram buscas.

Carros descaracterizados da PF chegaram por volta das 6h15 à chapelaria do Congresso, em Brasília, para realizar buscas nos gabinetes de Aécio, do senador Zeze Perrella (PMDB-MG) e do deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), de acordo com o G1. O Supremo Tribunal Federal (STF) já determinou o afastamento de Aécio e de Rocha Loures dos mandatos.

OUTROS PRESOS

O procurador da República Ângelo Goulart Villela já foi preso e há mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz, ligado a Eduardo Cunha.

Um primo do presidente do PSDB também foi preso preventivamente pela Polícia Federal. Frederico Pacheco de Medeiros, conhecido como Fred, teria sido filmado recebendo R$ 2 milhões a mando de Joesley Batista.

Além dele, Menderson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) também foi preso. Todos foram citados na delação de Joesley Batista. Em todos os casos os mandados são de prisão preventiva e foram autorizados pelo STF.

COMPARTILHE